AGLOMERAÇÕES URBANAS BRASILEIRAS DOS SÉCULOS XIX E XX: significados na produção do território

Julio Cesar Suzuki
Everaldo Batista da Costa

PDF

Resumo
As aglomerações urbanas, no Brasil, passaram por extrema mudança no que concerne à produção do território. Assim, objetivamos analisar a mudança no significado das pequenas, médias e grandes aglomerações na produção do território nacional, particularmente no que concerne à relação estabelecida entre o campo e os aglomerados urbanos, do século XVI ao século XXI, tomando como exemplos as aglomerações de São Paulo, Presidente Prudente e Porto Feliz. Verificou-se que a presença dos cultivos e dos sistemas criatórios não desapareceu nas metrópoles brasileiras e nas cidades médias, mas é nas pequenas aglomerações urbanas que a presença das atividades agropastoris é mais forte, o que marca, ainda, a existências de lógicas diversas de produção do território brasileiro, bem como múltiplas formas de relação entre o campo e os aglomerados urbanos.
Palavras-chave: Aglomeração Urbana; Metrópole; Território Brasileiro; Relação Campo-Cidade.

Abstract
Urban agglomerations in Brazil changed extremely in relation to production of territory. Thus, starting, we aimed to analyze changing in meaning of small, medium and large agglomerations in the production of the national territory, particularly with regard to the relationship established between the countryside and urban areas from the 16th to 21th century, taking as examples the agglomerations of São Paulo, Presidente Prudente and Porto Feliz. It was found that the presence of cropping systems and farms did not disappear from brazilian metropolises and medium-sized cities, but it is in small urban agglomerations that the presence of agro-pastoral activities is stronger, which also marks the existence of several production methods in Brazilian territory, as well as multiple forms of relationship between the countryside and urban areas.
Keywords: Urban Agglomeration; Metropolis; Brazilian Territory; Rural-Urban Relationship.

SUZUKI, Julio Cesar y COSTA, Everaldo Batista da. Aglomerações urbanas brasileiras dos séculos XIX e XX: significados na produção do território. Meridiano - Revista de Geografía, Buenos Aires: Centro de Estudios Alexander von Humboldt, n. 1, p. 228-246, 2012. Disponible en: <http://www.revistameridiano.org/n1/11/>.


Licencia Creative Commons
Aglomerações urbanas brasileiras dos séculos XIX e XX: significados na produção do território por SUZUKI, Julio Cesar y COSTA, Everaldo Batista da se encuentra bajo una Licencia Creative Commons Atribución-NoComercial-CompartirIgual 3.0 Unported.
Permisos que vayan más allá de lo cubierto por esta licencia pueden encontrarse en http://www.revistameridiano.org/.
Ċ
Meridiano Revista de Geografía,
11 oct. 2012 7:41